Enfoques conscienciais – parte 3

O post a seguir foi escrito com base no conteúdo do curso Om Sattva, ministrado no IPPB.

Essa é a última parte da série Enfoques conscienciais. Essa série mostra a maneira como diferentes partes enxergam um mesmo tema. Se você ainda não leu, os posts anteriores estão aqui e aqui.

É interessante observar que a visão do amparador extrafísico sobre os temas vai se aproximando da visão de um estudante espiritual equilibrado. Os objetivos dos dois estão alinhados. A diferença entre ambos é o estado de manifestação, estando um desencarnado e o outro encarnado.

Planeta Terra

Planeta Terra

Um estudante espiritualPara o estudante espiritual o planeta é um lugar de aprendizado e trabalho. Ele sabe que não veio para o mundo somente para curtir férias ou passear. Reconhece que alguma coisa precisa ser aprendida e trabalhada. Sabe também que é saudável intercalar períodos de diversão entre os períodos de trabalho, mas tem perfeita noção de que, enquanto houver problemas de diversos tipos e sombras conscienciais, nele mesmo ou ao seu redor, ele tem trabalho a fazer.
Misticóide (*)Para o misticóide a Terra é um lugar de reclamações e para aprontar tolices. O misticóide tem algum conhecimento espiritual, mas quando ele fala do planeta Terra, ele o considera como uma prisão. Diz: “Pois é… estou encarnado em um planeta inferior. Daqui a pouco vai ter um arrebatamento mistico, e quem não tiver nível vai ser levado pra outro lugar”.
 
O misticóide acredita que em breve haverá separação do joio e do trigo, e ele será trigo. Dentro de sua arrogância ele é sempre o escolhido, o especial. Ele pensa: “Estou aqui no planeta Terra porque tenho Karma, mas logo meu amparador vai me tirar daqui, eu mereço algo melhor”. Com isso ele passa a negar a existência terrena, perdendo oportunidades de melhorar.
AmparadorPara o amparador a Terra é uma escola suspensa no espaço sideral. Ele considera o espaço sideral como um enorme educandário, sendo o planeta uma sala de aula, e o corpo o uniforme. Cada vida é uma série na escola.

(*) para uma explicação do termo misticóide, veja a parte 2 da série.

Amor

Amor

Um estudante espiritualAmor é o melhor de tudo.
MisticóideConfunde amor com meleca emocional, ou apego. Por exemplo, às seis da manhã a pessoa cobra: “querido(a), você ainda não disse ‘eu te amo’ hoje pra mim…”
Um amparadorAmor é o melhor de tudo.

Prece

Prece

Um estudante espiritualPara o espiritualista a prece é agradecimento e trabalho. A prece cria sempre uma sintonia produtiva, algo que vai gerar uma força criativa.
MisticóidePara o misticóide a prece é um petitório variado. Ele pede de tudo, menos discernimento.
Um amparadorO amparador vê a prece como uma ligação psicofísica. O amparador também faz prece, pois busca níveis mais avançados de sintonia.

Ego

Ego - Narciso

Um estudante espiritual“Tô fora! Não quero saber disso”.
Misticóide“É meu!”.
Um amparador“O que é isso?” – se é amparador, não tem muita noção de ego. Por exemplo, ele joga uma intuição para a pessoa encarnada, e a pessoa não recebe e não faz nada daquilo. Se o amparador tivesse ego, ele ficaria pessoalmente chateado ou irritado. Mas o bom amparador é dotado de paciência e compreensão. Ele vai intuir um milhão de vezes se for preciso. O que ele observa é o potencial da pessoa. Ele quer verdadeiramente que a pessoa cresça, e fique melhor do que ele mesmo.
 
Quando o amparador reencarna, entra em ação uma série de influências, que do outro lado não existem: comer, sobreviver, respirar, relacionamentos na Terra; aí ele começa a viver o jogo da vida terrena. Com isso voltará a sofrer influência do ego, naturalmente. Mas se for uma consciência madura, a bagagem e aprendizado de outras existências vão aparecer em algum momento da sua vida, de forma positiva.

Assédio espiritual

Assédio espiritual

Um estudante espiritual“Paciência, vamos trabalhar”. Ele percebe que tem algo estranho rolando, e pensa “acontece, vamos trabalhar para que isso se resolva”. Ele não está negando e não está com medo, deseja apenas que tudo melhore.
Misticóide“Estou com medo, alguém me indica um lugar pra tirar esse negócio de perto de mim?”
Amparador“Paciência, vamos trabalhar”.

Karma

Karma

Um estudante espiritualPara o estudante espiritual Karma é causa e efeito, uma lei da natureza. Ele pensaria: “existe causa e efeito, eu tenho causas oriundas de outras vidas, cujo efeito pode estar vindo em breve. Não há o que fazer para alterar a causa, então vou trabalhar para ficar melhor preparado para encarar o efeito”. O espiritualista sabe que as coisas do passado repercutem na vida atual, ele sabe que os efeitos existem, mas sabe também que a maneira com que lidamos com esses efeitos é que é o mais importante.
Misticóide“Tô ferrado! Será que devo muito?”
AmparadorO amparador lembraria da frase da primeira epístola de Pedro (I Pedro, 4:8):
 
“O amor cobre a multidão de pecados”.
 
O amor não mantém registro de erros, mas perdoa. O amor causa uma transformação positiva tão grande que tudo muda, até o karma. O amparador acredita que podemos resgatar, através da prática do bem, o mal praticado em outras instâncias.

Atividades espirituais – meditação, trabalho com os chakras, trabalho de assistência, etc.

Atividade espiritual

Um estudante espiritualSão momentos de conexão espiritual.
Misticóide“Coisa chata de fazer”. O misticóide fica esperando o mestre chegar para lhe dizer o que fazer.
AmparadorSão momentos de nutrição espiritual. Nenhum amparador considera uma atividade espiritual como uma obrigação. O trabalho para o amparador é um momento de realização, de nutrição do espírito.

Estudos espirituais

Estudos espirituais

Um estudante espiritualSão uma chance de evoluir e fluir consciencialmente. O espiritualista sabe que a espiritualidade não é um lugar onde ele vai, mas um estado de consciência. Ele sabe também que existe uma grande defasagem entre aquilo que estuda e o que ele é de fato. Estudar um tema espiritual não o torna mais espiritualizado, mas ele estuda para tentar crescer com aquilo. Ele pensa que em um planeta de 7 bilhões de pessoas onde a maioria não sabe o que é um chakra, poder estudar e aprofundar estes temas é uma benção, e uma chance enorme.
 
Ele também procura lembrar que conhecimento demanda responsabilidade. “A quem muito foi dado, muito será cobrado” (Lucas 12,48).
MisticóideO misticóide se apega a bobagens psicofísicas. Procura de forma acrítica o anjo, a alma gêmea, o amuleto, o mestre e o raio violeta. Ele esquece o discernimento e a consciência.
AmparadorChance de evoluir e fluir consciencialmente.

Todos os temas: o sol, a lua, o homem, a mulher, a música, o misticóide, o amparador, o espiritualista…

Universo

O todo está em tudo. Todos os temas que foram abordados, todas as partes e nomes, são apenas luzes de Brahman, crescendo, aprendendo e brilhando eternamente.

4 comentários em “Enfoques conscienciais – parte 3”

  1. Esta serie de estudio me ha gustado mucho,
    nuestra conciencia nos ayuda a encontrar el camino que el alma precisa para evoluir y dar conciencia a la materia.

    Francisca

  2. Amigos caí no caos semana passada quando fui demitido do melhor emprego da minha vida, até certo ponto, pois aos 55 anos de idade e sem profissão tudo é no mínimo difícil, graças a Deus que sou solteiro, sem filhos e aí chegado a esse ponto crítico só me resta fazer o melhor que pode ser feito nesta hora e que muito me atrai: vagabundear pelas trilhas dos assuntos espirituais. Depois de tentar digerir tudo que esta escrito neste site – chegar até aqui levou 3 dias inteiros de leitura – pude sorve-lo como o ar que preciso para respirar. Quero dizer com isto que o trabalho de vocês para mim é simplesmente DIVINO e gratuito. Este pobre mortal nunca soube honrar as coisas divinas, mas sente-se literalmente amparado, como vocês dizem, aí. Ora este tipo de assunto espírita – não gosto muito do religioso pois parece muito pragmático – só tem o inconveniente, graças a deus, de me deixar ainda mais perdido do que já estou, ou seja, certo ou errado perde todo o sentido e aí eu vejo tanta coisa em mim para ser lapidada, tantos caminhos tortuosos, escorregadios, que penso para chegar a um ponto de partida neste sentido eu precisaria de 3 reencarnações talvez seja isto o que o meu amparador esteja pensando agora com enorme pesar. Talvez eu não caí, ou seja , ele me derrubou para eu ver minha resposta aos desafios já que sempre não sei por que certos deslizes há que nunca pude deixar de aceitar quer ou não por minha conta mas Melhorar a Consciência foi feito de cabo a rabo exclusivamente para mim. obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.