Mind space – espaço mental

Autoria: Deepak Chopra e Christopher Franke (Transformation of Mind)

Música

Mind space

Everything in nature is a transformation of mind space from one guise to another. The rocks, mountains, oceans and galaxies, are constantly being thought, just as much as we. The lush greenness of Alpine valleys, the simple goodness of children, the frail hands of an old woman that retained their grace despite the scars of age. All these things exist independently of our moods, waiting to be acknowledged for the joy they in fact contain.

When awareness is completely balanced, communicating with the outside world is instantaneous and automatic. It happens with a touch of thought. By remaining in contact with our core of pure awareness we can fully appreciate the beautiful and diverse world out there. The mirror of nature will give us back the reflection of our own inner joy.

I feel the breath of reality. It beckons without disturbing its own stillness, and to know what it whispers I must become just as still myself. Being carries with it a subtle feeling of uniqueness and out of that feeling comes a sense of union with the world, of being bathed in beauty and love. This is reality too. But of a higher order.

Espaço mental

Tudo na natureza é uma transformação do espaço mental de uma forma para outra. As rochas, montanhas, oceanos e galáxias, estão constantemente sendo pensados, tanto quanto nós. O verde exuberante dos vales alpinos, a bondade simples das crianças, as mãos frágeis de uma mulher idosa que mantiveram a sua graça, apesar das cicatrizes de idade. Todas estas coisas existem independentemente de nossos humores, esperando para serem reconhecidas pela alegria que na verdade contêm.

Quando a consciência está completamente equilibrada, a comunicação com o mundo exterior é instantânea e automática. Acontece com um toque de pensamento. Permanecendo em contato com nosso núcleo de consciência pura, podemos apreciar plenamente o mundo belo e diversificado lá fora. O espelho da natureza nos dará de volta o reflexo da nossa própria alegria interior.

Eu sinto o sopro da realidade. Ele acena sem perturbar a sua tranquilidade própria, e para saber o que ele sussurra eu devo tornar-me tão tranquilo quanto. Ser carrega consigo um sentimento sutil de singularidade, e desse sentimento vem uma sensação de união com o mundo, de ser banhado em beleza e amor. Esta é a realidade também. Mas de uma ordem superior.

Transformation of mind

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.