Moça beijando árvore

Auld Lang Syne, um poema escocês sobre amizade

Auld Lang Syne é um tradicional poema musicado escocês atribuído a Robert Burns, que celebra tempos passados e laços afetivos de longa data. Burns enviou este poema a um amigo em 1788. Na carta ele dizia se tratar na verdade de uma música muito antiga do folclore escocês, anotada por ele enquanto ouvia um homem idoso cantá-la.

Nas culturas de língua inglesa, Auld Lang Syne é tocada em cerimônias que simbolizam despedidas e encerramentos de ciclos, sendo considerada canção típica das celebrações de ano novo. A música é uma expressão sincera de amizade, evocando uma reflexão sobre o passado e enaltecendo as relações estabelecidas.

O vídeo foi produzido com imagens de amizade, amor e confiança, ao som de uma bela versão de Auld Lang Syne do duo escocês The Cast (Mairi Campbell e David Francis). A legenda traz a letra original, e logo abaixo seguem as traduções para o inglês moderno e para o português brasileiro.

Auld Lang Syne (Days Long Ago)Velhos tempos
Should old acquaintances be forgotten
And never be remembered?
Should old acquaintances be forgotten
For days long ago
Deve uma antiga amizade ser esquecida
E nunca ser relembrada?
Deve uma antiga amizade ser esquecida
Pelos velhos tempos
(chorus)
For days long ago, my dear
For days long ago
We’ll drink a cup of kindness yet
For days long ago
(refrão)
Pelos velhos tempos, meu caro
Pelos velhos tempos
Ainda beberemos um copo de bondade
Pelos velhos tempos
(chorus)(refrão)
We two have run about the hills
And pulled the daisies fine
And we’ve wandered many a weary mile
Since the days long ago
Nós dois corremos pelas colinas
E colhemos as margaridas
E vagamos por um bom e cansativo pedaço
Desde os velhos tempos
(chorus)(refrão)
We two have paddled in the stream
From morning sun till dinner-time
But the broad seas have roared between us
Since the days long ago
Nós dois remamos no rio
Do sol da manhã até a hora de jantar
Mas os grandes mares rugiram entre nós
Desde os velhos tempos
(chorus)(refrão)
And here’s my hand, my trusty friend
And give me your hand too
And we will take an excellent good-will drink
For the days of long ago
E aqui está a minha mão, meu amigo fiel
E me dê sua mão também
E beberemos um excelente copo de bem-querer
Pelos velhos tempos

3 comentários em “Auld Lang Syne, um poema escocês sobre amizade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.