Conselhos para meus filhos

Por Leo Babauta – autor e mantenedor do blog zenhabits.net.

Tenho seis crianças adoráveis – uma delas agora adulta, e outras duas quase lá – e penso bastante sobre o que eu acho que elas deveriam saber enquanto crescem e saem para o mundo.

O que eu poderia ensinar de melhor para equipar meus filhos para a vida? Eis o que eu gostaria que eles soubessem:

Você é bom o suficiente. A maior parte das pessoas tem medo de fazer as coisas porque temem não ser boas o suficiente, temem falhar. Mas você é bom o suficiente – aprenda isto e você não terá medo de coisas novas, não terá medo de falhar, não precisará da aprovação dos outros. Você estará pré-aprovado – por si mesmo.

Tudo que você precisa é estar feliz dentro de você. Muitas pessoas procuram felicidade na comida, drogas, álcool, compras, festas, sexo… porque estão procurando felicidade externa. Elas não percebem que as ferramentas para a felicidade não estão fora delas. Elas estão bem dentro de você: atenção, gratidão, compaixão, consideração, a habilidade de criar e fazer alguma coisa significativa, mesmo que seja pequena.

Você pode iniciar o seu próprio negócio. Quando jovem, eu pensava que precisava ir à faculdade e então ter um emprego, e que ter um negócio era coisa para gente rica. Isso estava totalmente errado. É possível para quase qualquer um começar o próprio negócio, e enquanto você provavelmente irá mal no início, você aprenderá rápido. É uma educação muito mais eficiente do que a da faculdade. Tudo de útil que aprendi não aprendi pela faculdade… aprendi fazendo.

Dito isto, tive alguns professores incríveis. Eles porém nem sempre estão na escola: estão em todos os lugares. Um amigo que conheci no trabalho. Meus colegas online. Minha mãe, meu pai, meus irmãos, avós, tios e tias. Minha esposa. Meus filhos. O fracasso. Professores estão em todos os lugares, quando você está disposto a aprender.

Gaste menos do que você ganha. Trinta por cento a menos se conseguir. A maioria das pessoas consegue um emprego e imediatamente gasta sua renda num empréstimo de carro, num aluguel caro ou num financiamento pesado de casa, adquirindo bens e comendo fora usando o cartão de crédito. Nada disso é necessário. Não gaste se você não tem. Aprenda a passar sem, e a ser feliz com menos. Guarde algum dinheiro para que cresça com o poder da renda composta. O seu eu futuro irá lhe agradecer.

Aprenda a amar comida saudável. É tudo uma questão de ajustar suas papilas gustativas, devagar e gradualmente. Aprenda a cozinhar para si mesmo. Tente algumas receitas saudáveis e deliciosas.

Aprenda compaixão. Começamos a vida com uma perspectiva muito egoísta – queremos o que queremos. Mas compaixão é perceber que não somos mais importantes do que ninguém, e que não somos o centro do universo. Alguém está lhe chateando? Saia da sua pequena concha e tente saber como está sendo o dia desta pessoa. Como você pode ajudá-la a sentir menos raiva, menos dor?

Nunca pare de aprender. Se você aprender apenas uma pequena coisa por dia, ela se somará ao longo do tempo imensamente.

Divirta-se sendo ativo. Claro, há muita diversão para se ter online, comendo doces e comida frita, e também em assistir televisão, filmes e jogar videogame. Mas sair e se divertir com amigos, jogar uma bola, nadar, escalar alguma coisa, desafiar um ao outro… isto é ainda mais divertido. E conduz a uma vida saudável, a um coração saudável, e a uma mente mais focada e energizada.

Fique bem com o desconforto. Evitar o desconforto é muito comum, mas um grande engano. Aprender a ficar OK com algum desconforto mudará sua vida.

As coisas que estressam você não importam. Adote uma perspectiva mais ampla: isso será importante daqui a cinco anos? Muito provavelmente a resposta é não. Se a resposta for sim, resolva a situação.

Saboreie a vida. Não apenas os prazeres usuais, mas todas as coisas e pessoas. O estranho que você encontra no ônibus. O sol que toca seu rosto enquanto você caminha. O silêncio da manhã. O tempo com uma pessoa amada. O tempo sozinho. Sua respiração enquanto medita.

Medite.

Não tenha medo de cometer enganos. Eles são dos melhores professores. Ao invés, tente ficar OK com os enganos, e aprenda a aprender com eles, e aprenda a sacudi-los para longe, para que não afetem sua profunda confiança em quem você é.

Você não precisa de ninguém mais para lhe fazer feliz ou validar você. Você não precisa de um chefe para lhe dizer que é ótimo no que faz. Você não precisa de um namorado ou namorada para dizer que você é amável. Você não precisa da aprovação dos seus amigos. Ter amigos e pessoas amadas em sua vida é incrível, mas reconheça quem você é primeiro.

Aprenda a ser bom com mudanças. Mudança é a única constante na vida. Você irá sofrer se tentar segurar-se às coisas. Aprenda a deixar ir (a meditação ajuda a desenvolver esta habilidade), e aprenda a ter a mente flexível. Não se acomode com o que lhe deixa confortável, e não se feche ao que for novo e desconfortável.

Abra o seu coração. A vida é incrível se você não se fechar para ela. Outras pessoas são incríveis. Abra seu coração, esteja disposto a encarar as feridas que vêm com um coração aberto, e você experimentará o melhor da vida.

Deixe que o amor seja a sua regra. Sucesso, egoísmo, ter razão… estas não são boas regras sob as quais se viver. Ame família, amigos, colegas, estranhos, seus irmãos e irmãs da humanidade. Ame até mesmo aqueles que pensam ser seus inimigos. Ame os animais, a quem tratamos como comida e objetos. Acima de tudo, ame a si mesmo.

E saiba sempre, não importa o que aconteça: eu amo você com cada pequena parte do meu ser.

Menina sentada